terça-feira, 5 de junho de 2018

Grupo EJA em Movimento reúne-se para discutir relato de experiência sobre Ensino Religioso e define direcionamentos para a próxima reunião

Dia 22 de maio passado o Projeto EJA em Movimento realizou mais uma atividade de discussão sobre as práticas pedagógicas na modalidade a partir da discussão de um relato de experiência apresentado pelo professor Francisco Augusto da Silveira, lotado na rede pública de educação básica e atuante na EJA.
O professor apresentou brevemente seu currículo, ressaltando sua dupla formação como Licenciado em Matemática e em Ensino Religioso, e contextualizou a problemática relacionada ao despreparo e ausência de formação específica de boa parte dos profissionais que atuam na área de Ensino Religioso, fazendo com que as aulas nessa área se caracterizem mais como momentos de proselitismo religioso do que, propriamente, em estudo das religiões existentes, contribuindo, assim, para um distanciamento significativo dos estudantes nesse componente curricular.
Sua preocupação com isso, aliada à sua dupla formação, implicou na busca de uma solução que foi  a articulação interdisciplinar, na qual ele produziu projetos de ensino envolvendo professores de outros componentes curriculares, nas escolas em que ele atua. Nesse sentido, em sua exposição, o professor Francisco Augusto apresentou as possibilidades de diálogos entre o Ensino Religioso e outras áreas de conhecimento, através do projeto implementado na Escola Municipal Almerinda Bezerra, no Guarapes, denominado “Visitas aos Templos Religiosos da cidade de Natal”, em que os estudantes eram convidados a conhecerem os aspectos históricos e geográficos presentes em algumas religiões (inclusive não cristãs) com praticantes em Natal.
Além desse projeto, o Professor apresentou, também, os projetos “As formas geométricas e reflexões sobre os espaços sagrados” e “Religiões em números”, desenvolvidos na Escola Municipal Celestino Pimentel e Ulysses de Góes, junto com professores de matemática dessas escolas.
Os debates que se seguiram abordaram os preconceitos reinantes dentro das escolas e fora delas, os quais condicionam e dificultam o trabalho pedagógico na área do ensino das religiões, o que poderia ser minorado caso essa área fosse incorporada no âmbito do currículo dos cursos de pedagogia, conforme defendeu o professor convidado.
Terminada a discussão, o grupo resolveu que no próximo encontro, o tema a ser discutido será "Evasão na EJA", com o apoio da leitura de um texto, o qual está disponibilizado no link: https://epaa.asu.edu/ojs/article/viewFile/1318/1151.
O próximo encontro acontecerá dia 26 de junho, às 14h30min, na sala Multimeios 1, no Centro de Educação da UFRN.

I Colóquio de EJA de Ceará Mirim e Pré-Encontro Municipal EJA em Movimento

Próximo dia 26 de agosto, na Escola Municipal Adele de Oliveira, em Ceará Mirim, os professores que atuam na EJA do município terão a oportu...