segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Forum Potiguar de EJA realiza Encontro Estadual preparatório para o EREJA Nordeste

Neste último dia 15 de agosto o auditório do Centro de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte foi o espaço acolhedor dos participantes do Encontro Estadual de EJA do RN, promovido pelo Fórum Potiguar de EJA, que teve como tema "A EJA como espaço de resistência e confirmação de direitos: desafios e lutas no atual cenário político brasileiro", mesmo tema do XV Encontro Regional de EJA Nordeste, que acontecerá entre os dias 30 de agosto e 1o. de setembro, em Salvador-BA.
A abertura dos trabalhos foi feita pela coordenadora do FPEJA profa. Deyse Karla de Oliveira Martins, juntamente com a Profa. Dra. Rita Diana G. de Freitas (Coordenadora ajunta do FPEJA), as quais abordaram a importância e a urgência de se trabalhar a temática do Encontro. Coube ao Prof. Alessandro Augusto Azevedo uma exposição acerca do atual momento de luta pela afirmação política da EJA como espaço de resistência ao movimento de retirada de direitos que se inicia mais fortemente após o golpe de 2016, apontando uma pauta de lutas que está posta aos que estão imersos no cotidiano da modalidade.
Eem seguida os participantes se dividiram em grupos de trabalho (GT 1 - Políticas públicas na EJA; GT 2 – EJA no sistema Prisional; GT 3 - O Trabalho e a tecnologia na EJA e GT 4 – Direito de Aprendizagem na EJA). Em cada grupo, um relator e um coordenador conduziram a leitura e discussão de um texto-base, bem como a sistematização de sugestões apresentadas em cada grupo. No final da tarde, todos os participantes retornaram dos grupos para a plenária geral para apresentação/socialização das discussões havidas em cada grupo.
No GT 1 (Políticas públicas na EJA) emergiram como proposições: o fortalecimento das políticas públicas para inclusão de jovens e adultos nas escolas; a ampliação da oferta, considerando-se que há uma demanda de sujeitos entre os 15 e 17 anos que não concluíram o Ensino Fundamental, não estão trabalhando e encontram-se fora da escola; promoção de formação inicial e continuada de professores para atuação na EJA; e construção de um currículo diferenciado e contextualizado voltado para as necessidade da Educação de Jovens e adultos.
No GT 2 (EJA no Sistema Prisional), discutiu-se: a necessidade de se ampliar a oferta de ensino para pessoas privadas de liberdade no sistema socioeducativo e no sistema prisional; a formação inicial e continuada de professores para atuação em sistemas de atendimento às pessoas privadas de liberdade; e o currículo mais flexível, nos formatos presencial, semi-presencial e EAD.
O GT 3 ( O Trabalho e a tecnologia na EJA) apresentou como proposições: a formação de professores voltada para uso das novas tecnologias; a importância de se utilizar o celular  e/ou computador com internet como ferramentas de pesquisa e acesso ao conhecimento, tornando as aulas mais dinâmicas; e a socialização de links, aplicativos e outras ferramentas que podem dar suporte às aulas na EJA.
O GT 4 (Direito de Aprendizagem na EJA) trouxe à plenária a importância da prática docente estar mais voltada às especificidades da modalidade; a garantia do acesso aos estudantes com 15 anos ou mais, através de um currículo contextualizado, multicultural, organizado segundo propostas educativas que considerem as diferenças culturais, sociais, linguísticas, econômicas, étnicas, de gênero, entre outras, bem como observem as diferentes dimensões, relações de valores da formação humana, tais como: o cognitivo, o afetivo, o emocional, o conhecimento científico, social, político e cultural.
Após a socialização das proposições dos GT foi realizada a escolha dos 10 delegados que representarão o RN no XV EREJA. Além dos 10 delegados, foram indicados, ainda, 8 suplentes que aguardam confirmação da coordenação do XV EREJA NE quanto à possibilidade de participação deles. Para os delegados está confirmada a garantia de hospedagem e alimentação.
Os delegados escolhidos foram:
1 Manoel de Oliveira Fernandes                      CEARÁ-MIRIM
2 Marta Creuza da C. Oliveira                               CAICÓ
3 Janmille Roberta Marques de Oliveira               NÍSIA FLORESTA
4 Maria Rejane de Almeida da Oliveira               CEARÁ MIRIM
5 Raimunda Nadja da Costa Dantas                       NATAL
6 Miriã de Morais Melo Gomes                      CEARÁ-MIRIM
7 Arlinda Samy Viana Pereira                               CEARÁ-MIRIM
8 Antonia Marcia Ramos                                       SÃO GONÇALO DO AMARANTE
9 Maria Rosilandy Feitosa                                       SÃO GONÇALO DO AMARANTE
10 Jarlene Paiva Bezerra                                       CEARÁ-MIRIM
Para nós que fazemos o Grupo EJA em Movimento, esse encontro representou uma vitória do esforço concentrado de muitos colegas no sentido de garantir que nosso FPEJA pudesse ter representantes no EREJA. Em pouco mais de dez dias de divulgação, foram realizadas 75 inscrições e no dia do Encontro tivemos a presença de 47 pessoas.
Esperamos que os colegas que irão para o EREJA participem intensamente e, após o retorno, socializem os debates havidos de modo que possamos ampliar a luta na defesa da EJA, reestruturando o FPEJA e dando-lhe a musculatura necessária para que retome seu papel e sua condição de protagonista na promoção da modalidade EJA e defesa do direito à educação para o público que a procura.

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Fórum Potiguar de EJA delibera por realização de Encontro Estadual próximo dia 15 de agosto, preparatório para o XV EREJA

Em reunião realizada sexta passada, dia 3, no auditório do bloco de aulas do Centro de Educação da UFRN, o Fórum Potiguar de EJA decidiu realizar o Encontro Estadual de EJA, preparatório para o XV Encontro Regional de EJA - Nordeste, que acontecerá na Faculdade de Educação da UFBA, em Salvador-BA, entre os dias 31 de agosto e 1o. de setembro próximos.
O evento daqui do Rio Grande do Norte terá como tema "A EJA como espaço de afirmação de direitos: desafios e lutas no atual cenário político educacional brasileiro", o mesmo do EREJA.
A programação inicialmente pensada está assim prevista:
13h, abertura.
13h30min, palestra de abertura proferida pelo professor Alessandro Augusto de Azevêdo (UFRN) em torno do tema.
14h30min às 16h, discussão em Grupos de Trabalhos (GT).
16h às 16h40min, socialização das discussões dos GT.
17h, escolhas dos Delegados(as) que representarão o RN no EREJA.
18h, encerramento.
As inscrições podem ser feitas através do link: https://goo.gl/forms/JcTA5LMbDShEN8FF3
É importante lembrar que o EREJA está sendo realizado a partir do envolvimento voluntário e militante de várias pessoas, sem apoio oficial, o que significa que não há financiamento para hospedagem, alimentação e translado dos participantes.
Cada Estado poderá levar para o EREJA até 10 delegados(as), os quais devem ser inscritos até o dia 15 de agosto, conforme o cronograma abaixo:
1. As inscrições dar-se-ão no período de 10 a 15 de agosto
2. Solicitação de vagas remanescentes de 16 e 17 de agosto
3. Inscrições das vagas remanescentes de 18 e 19 de agosto
4. A distribuição de vagas remanescentes será igualitária para o Fórum solicitante
Para nós que fazemos o grupo EJA em Movimento, é muito importante todo esse processo de articulação e movimentação em defesa da modalidade EJA face ao atual cenário de ataque a direitos que encontra nos próprios poderes públicos defensores e executores. Para se contrapor a isso será preciso fortalecer espaços (como o FPEJA) e criar outros que possam, de maneira ágil e combativa, fazer frente às medidas que promovem a marginalização da modalidade EJA.
O Encontro Estadual de EJA chamado pelo FPEJA pode ser um momento para isso aqui no Rio Grande do Norte.

LOCAL DO EREJA NORDESTE:
FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAAL DA BAHIA- FACED/UFBA
Endereço: Avenida Reitor Miguel Calmon s/n- campus Canela- 40.110 100

Grupo EJA em Movimento avalia 2018

No último dia 19 de dezembro, o Grupo EJA em Movimento fez sua última reunião do ano, momento em que se avaliou o trabalho desenvolvido dura...